segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Preparação técnica é fundamental para o exercício da medicina alternativa

De acordo com Luiz Carlos de Castro Lugon, Desembargador Federal e relator do julgamento da ação civil pública promovida pelo Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (SIMERS), que alega a invasão na área da medicina pelos profissionais não-médicos que atuam com a medicina alternativa, nenhum profissional, médico ou não, estará eximido de responsabilidade por eventual imperícia. Além disso, todos os profissionais credenciados tem que demonstrar habilidade e aptidão para a sua respectiva especialidade, sem contar que a preparação técnica é fundamental para o exercício das terapias alternativas. “A inclusão dos terapeutas contribui para o crescimento do número de pessoas atendidas e amplia as ações preventivas”, enfatiza Paulo Edson Reis Jacob Neto, presidente do Sindicato dos Terapeutas do Rio de Janeiro (Sinter-RJ)

Nenhum comentário:

Postar um comentário