segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Preparo dos alimentos também é levado em consideração na terapia ortomolecular


O selênio e o zinco, minerais presente em frutos do mar peixes, carnes vermelha e aves, os bioflavonóides, que podem ser encontrados em frutas cítricas e uvas, o licopeno, presente no tomate, e as isoflavonas, substância encontrada em boa quantidade na soja, são exemplos de antioxidantes que ajudam a preservar as células do organismo e a combater os radicais livres. “O consumo de frutas, vegetais folhosos, legumes e o fato de preparar os alimentos de uma forma mais saudável, com menos adição de açúcar, sal e gordura, são essenciais na terapia ortomolecular”, complementa o terapeuta ortomolecular Paulo Edson Reis Jacob Neto, presidente do Sindicato dos Terapeutas do Rio de Janeiro (Sinter-RJ).

Nenhum comentário:

Postar um comentário