sábado, 5 de novembro de 2011

Sindicato médico moveu ação pública contra a medicina alternativa no SUS

Para os terapeutas a inclusão das terapias naturais no Sistema Único de Saúde é um importante progresso, para alguns médicos foi uma afronta, como mostra o conteúdo de uma ação civil pública promovida pelo Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (SIMERS). A entidade entrou na justiça contra a União alegando que o exercício da medicina alternativa por profissionais não-médicos é uma invasão a área de medicina. “São práticas distintas. Tanto a medicina convencional quanto a alternativa possuem áreas de atuação delimitadas de maneira clara. Este fato se comprova com o julgamento da ação, que se deu em favor dos terapeutas”, declara Paulo Edson Reis Jacob Neto, presidente do Sindicato dos Terapeutas do Rio de Janeiro (Sinter-RJ).

Nenhum comentário:

Postar um comentário