segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Medicina não-convencional tem dificuldades para conquistar espaço na saúde pública

Estudos apontam que a homeopatia foi a prática terapêutica que mais se destacou nos últimos 10 anos no sistema público de saúde. Paulo Edson Reis Jacob Neto, presidente do Sindicato dos Terapeutas do Rio de Janeiro (Sinter-RJ), observa que mesmo com este desenvolvimento é difícil conquistar um espaço no setor da saúde, área na qual a visão médica técnico-científica é dominante. “Não tem sido uma tarefa fácil e a história comprova essa dificuldade. Somente a partir de 1985 as instituições públicas de assistência médica e a academia aderiram às terapias naturais. O marco é a assinatura de um convênio pluriinstitucional celebrado entre o INAMPS, FIOCRUZ, UERJ e IHB”, aponta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário