quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Terapeutas devem ter cautela para não serem enganados

De acordo com Paulo Edson Reis J. Neto, presidente do Sindicato dos Terapeutas do Rio de Janeiro (Sinter-RJ), mesmo que algum sindicato não tenha a Carta Sindical, expedida pelo Ministério do Trabalho, isto não significa que esteja atuando de forma ilegal, já que o seu processo pode estar em tramitação no Ministério do Trabalho. Após a análise minuciosa é feita a oficialização de sua representatividade. “Antes disso não é possível reivindicar a exclusividade na representação dos terapeutas, pois não há respaldo legal e muito menos ético. Por este motivo os terapeutas devem ficar de olho para não serem enganados por entidades que atuam de má fé”, acrescenta Paulo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário